Está aqui

Código CPE

call lojaluz
Dá a tua opinião: 
Seja o primeiro a avaliar
Código CPE

Este código é similar ao número de contribuinte, mas neste caso corresponde a uma instalação elétrica. Convém que o inquilino de uma vivenda pergunte ou peça este código ao proprietário quando faz o contrato de arrendamento e o aponte no próprio contrato, mesmo quando se proceda à alteração da titularidade.

Ao fazer uma nova ligação de luz, o cliente tem um novo CPE, mas se altera a titularidade, o CPE será o mesmo.

Se ainda não aderiu ao mercado livre, a Lojaluz conta com uma equipa de profissionais especializados, dispostos à ajudar seja qual for sua dúvida em relação ao gás natural ou eletricidade. Não hesite em contactar-nos e comece a poupar o mais rápido possível.

Também deixamos à vossa disposição o primeiro comparador de tarifas elétricas do mercado liberalizado português.

Qual é o significado de CPE?

CPE – Código do Ponto de Entrega

O que é CPE?

O CPE, Código de Ponto de Entrega, é um código que serve para identificar uma instalação elétrica. Ou seja, para cada contador eléctrico, ou para cada imóvel com ligação à rede eléctrica, corresponde um CPE.

Onde encontrar o CPE?

O numero CPE aparece em qualquer fatura de luz, seja qual for a companhia elétrica contratada. No caso de o inquilino ser o titular do fornecimento elétrico, tem facilmente acesso a este dado.

Em todo o caso, se não tiver uma fatura de luz, a pessoa titular de um fornecimento pode ligar à EDP Distribuição (que não é a empresa comercializadora) e perguntar qual é o seu CPE, mediante prévia identificação como titular.

Para que serve o CPE?

O CPE serve para identificar o imóvel (na verdade, a instalação eléctrica do imóvel) quando se faz qualquer alteração no contrato elétrico. Entre as principais alterações possíveis que precisam do CPE, podemos destacar:

  1. Alteração de titularidade da luz
  2. Alteração de companhia de luz
  3. Alteração de potência contratada

Qual é a diferença entre a distribuição e a comercialização da luz?

A distribuição elétrica em Portugal é responsabilidade de uma empresa: a EDP Distribuição. Esta é a empresa capacitada para gerir a rede de distribuição elétrica, desde a fabricação até o consumo final. Ocupa-se dos ramais de luz, oferece o CPE de cada fornecimento, é responsável pela qualidade do fornecimento, da leitura dos contadores e por gerir as solicitações de novos fornecimentos ou ativações propostas pelas diferentes comercializadoras.

A comercialização elétrica está liberalizada e está compreendida por várias empresas que fornecem aos clientes a luz. Estas assinam o contrato com o consumidor e emitem a fatura de fornecimento. Nessa fatura está incluída a parte correspondente à distribuição pelo seu uso.

Como conclusão, o cliente pode ter a certeza de que seja qual for a empresa contratada para ter o fornecimento da luz, poderá ter a melhor tarifa de eletricidade ou melhor serviço e a qualidade do fornecimento não vai mudar. Isto acontece porque este serviço será sempre da responsabilidade da EDP Distribuição. Esta é a maior vantagem da liberalização do sector elétrico, a concorrência entre empresas, que faz baixar os preços e melhorar ou igualar serviços sem mudar a qualidade do fornecimento. A função da distribuidora é limitada e serve para gerir as redes. Assim, o cliente pode mudar de comercializador sem problemas, gratuitamente e sem alterar o seu fornecimento.

O CPE muda?

Este código de identificação é fixado pela Distribuidora no dia em que faz o ramal da luz. Este código nunca mais será mudado para essa instalação, apesar da alteração do titular. Por isso é importante que no contrato apareça o CPE; os detalhes do pagamento do fornecimento e o endereço exato do imóvel. Também deve ser apontado, junto ao CPE a potência contratada nesse ponto e o nível máximo que a instalação permite.

Casa arrendada e CPE

Em caso de arrendamento, o ideal é que o inquilino seja sempre o titular da factura de luz, para que possa proceder ao pagamento da luz e todas as gestões relacionadas. Quando o inquilino passa a morar no imóvel, deve-se fazer a mudança de titularidade da luz, um dos procedimentos nos quais será necessário conhecer o CPE.

Caso não se disponha de uma factura anterior para encontrar o CPE, o titular da conta de luz (o proprietário do imóvel, se a mudança de titularidade ainda não tiver sido feita) é quem deve contactar a EDP Distribuição e perguntar o CPE. Na verdade, no próprio contrato de arrendamento já deve constar o CPE.

Veja a lista completa de todas informações necessárias para mudar o titular.

  • Dados para mudar titularidade
  • Cópia do BI e número de contribuinte ou, apenas, cópia Cartão de Cidadão, ambas as opções do novo titular;
  • Contrato de arrendamento ou escritura;
  • Potência a contratar (pode-se alterar);
  • Código CPE.

Mudar de companhia eléctrica e CPE

Outro procedimento onde o CPE se faz necessário é a mudança de companhia elétrica. No mercado livre da eletricidade, o cliente tem sempre a opção de mudar de companhia gratuitamente caso encontre tarifas de luz mais interessantes.

A lista a seguir pode lhe dar uma ideia das principais companhias de luz em Portugal.

  1. Galp Energia
  2. EDP Comercial
  3. Energia Simples
  4. Ylce
  5. ENAT
  6. Iberdrola
  7. Endesa
  8. AUDAX
  9. LUZBOA

Compare estas companhias elétricas, bem como suas tarifas e encontre a melhor para si. Se precisar de ajuda na comparação, contacte a LojaLuz.

Alterar potência contratada e CPE

Por fim, para alterar sua potência contratada também será preciso o CPE. A potência contratada é a potência que pode usar em sua casa. Para alterá-la, o processo é bem simples e gratuito. Deve apenas verificar no certificado de sua instalação eléctrica se ela suporta a nova potência. Caso não suporte, deve solicitar à EDP Distribuição uma alteração para adequar seu ramal à nova potência contratada. Neste caso a EDP Distribuição enviará um técnico que fará uma rápida intervenção em alguns minutos no seu ramal.