Está aqui

Código CUI

call lojaluz
Dá a tua opinião: 
Seja o primeiro a avaliar
Código CUI

Este código é similar ao número de contribuinte, mas neste caso é de uma instalação de gás natural. Após a construção da instalação e a nova ligação do gás natural, este código existe.

Convém que o inquilino de uma vivenda pergunte ou peça este código ao proprietário quando faz o contrato de arrendamento e o aponte no próprio contrato, mesmo quando se faça a alteração da titularidade.

De esta maneira poderá identificar o fornecimento de gás da vivenda que arrenda para todas as gestões que a precisarem, sabendo que num arrendamento é o inquilino o responsável dos fornecimentos de gás, luz, e água. Além disso, devemos considerar a responsabilidade do titular para com o fornecimento.

Se ainda não aderiu ao mercado livre, a Lojaluz conta com uma equipa de profissionais especializados, dispostos à ajudar seja qual for sua dúvida em relação ao gás natural ou eletricidade. Não hesite em contactar-nos e comece a poupar o mais rápido possível.

Também deixamos à vossa disposição o primeiro comparador de tarifas elétricas do mercado liberalizado português.

Qual é o significado de CUI?

CUI – Código Universal da Instalação

Como saber o numero CUI de um ponto?

O numero CUI aparece em qualquer fatura de gás, seja qual for a companhia comercializadora contratada nesse momento. Também, se o inquilino for o titular do fornecimento de gás, tem fácil acesso a este dado.

Em qualquer caso, si não pode dispor de uma fatura de gás, uma pessoa titular de um fornecimento pode ligar á distribuidora da zona (que não é a empresa comercializadora) e perguntar pelo seu CUI, previa identificação como titular.

Qual é a diferença entre a distribuição e a comercialização do gás?

gas natural

Como obter o código CUI?

A distribuição de gás natural em Portugal está constituída por varias empresas, sendo a responsabilidade de cada uma delas o abastecimento de gás natural na zona própria da distribuidora. As redes regionais ou locais de gasodutos para o fornecimento de gás natural a clientes é a atividade da distribuição de gás. Aliás integra também, todas as conexões com outras redes, para assim contar com toda a qualidade de gás nas zonas que permitem a obtenção desde fornecimento.

A comercialização de gás está liberalizada, e está compreendida por várias empresas que fornecem aos clientes o fornecimento, e são quem finaliza um contrato com o consumidor e fazem a fatura. Nessa fatura está incluída a parte correspondente á distribuição pelo seu uso.

Como conclusão, o ciente pode ter a certeza de que seja qual for a empresa contratada para ter o fornecimento do gás, por ter melhor tarifa ou melhor serviço, a qualidade do fornecimento não vai mudar, porque sempre será responsabilidade da distribuidora da zona. Esta é a maior vantagem da liberalização do sector energético: a concorrência entre empresas em preço e serviços sem mudar a qualidade do fornecimento. A função da distribuidora é limitada a gerir as redes. Assim, o cliente pode mudar de comercializador sem problemas, gratuitamente e sem alterar o seu fornecimento.

O CUI muda?

Este código de identificação é fixado pela distribuidora correspondente no dia em que fez a instalação, e será sempre o mesmo código, mude ou não o proprietário. Por isso é importante que de igual maneira que no contrato aparecem os números de contribuinte pessoais, deveria aparecer também o CUI, igual que os detalhes do pagamento do fornecimento e a direção exata da vivenda. Também deve ser apontado, junto ao CUI, o Código CPE, que é similar, mas da instalação elétrica.