Energy Call
Energy Call

Todas as informações de luz e/ou gás!

Os nossos especialistas em energia resolverão todas as suas dúvidas sobre luz e gás. Vamos poupar!

 

(Segunda-Sexta 8h-22h, Sábado 9h-21h, Domingo 10h-19h)

EDP anuncia a venda da Naturgas e lança uma OPA à EDP Renováveis

Loja EDP

Esta foi uma semana agitada para a EDP. Na segunda-feira, 27 de março, o grupo fez dois anúncios importantes: a venda da sua distribuidora espanhola de gás natural, a Naturgas e o lançamento de uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a EDP Renováveis.

2591 milhões de euros foi o valor pelo qual a Naturgas foi comprada por um consórcio de investidores institucionais assessorados pelo J.P. Morgan Asset Management, o Abu Dhabi Investment Council e a Swiss Life Asset Managers. Graças a esta operação, a EDP poderá reduzir a sua dívida líquida que, ao final de 2016, já rondava em 15.900 milhões, em 2.300 milhões de euros.

A meados deste mês, o presidente da EDP, António Mexia, também já havia divulgado que até abril estará concluída a venda de outra distribuidora de gás, a portuguesa Portgás, por um valor acima de 500 milhões de euros.

Ainda na segunda-feira, o grupo EDP lançou uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) de ações da EDP Renováveis. O valor proposto foi de 6,80€ por cada uma das ações que ainda não pertencem ao grupo, ou seja, 22,5% do capital social que está em mãos de acionistas minoritários. António Mexia ainda revelou que, caso sejam conseguidos mais de 90% do capital e dos votos, a EDP Renováveis será retirada da bolsa. A empresa, liderada por João Manso Neto, é considerada a grande plataforma de crescimento do grupo e tem o mercado americano como o seu principal impulsor.

Segundo o presidente do grupo, ambas as operações “acontecem no timing adequado” e devem estar concluídas entre final do segundo semestre de 2017 e princípios do terceiro. A venda da distribuidora de gás ainda irá ajudar a financiar a OPA.

“as energias renováveis são a grande aposta mundial dos próximos anos, portanto é natural que a EDP queira investir em ações da EDP Renováveis, já prevendo os benefícios futuros que esta operação poderá trazer-lhes.”

Carlos Afonso Sobral, responsável da Selectra Portugal

O Secretário de Estado de Energia, Jorge Seguro Sanchez, também vê com positivismo esta OPA da EDP, pois acredita que isso demonstra a confiança pela forma como o Governo está a atuar no setor energético, tal como pela regulamentação exercida e que, por isso, o grupo prefere realizar investimentos em Portugal, ao invés de em outros países da União Europeia.

Atualizado
211 451 219
Quero que me liguem