Clientes da Elygas Power voltam à EDP Universal

Elygas Power, deixa de comercializar eletricidade em Portugal, passando assim os seus 5000 clientes, dos quais 4800 do setor doméstico, para o comercializador de último recurso (EDP SU), única comercializadora que não pertence ao mercado livre e que pratica preços bastante mais elevados, em comparação com os comercializadores em regime de mercado.

Tinha contrato com a Elygas, vou ficar sem eletricidade?Contacte-nos através do nosso número de telefone gratuito, 211 451 219, e um dos nossos especialistas irá realizar uma comparação entre todas as comercializadoras disponíveis no mercado livre, e de confiança, e aconselhar a melhor para si, tendo em conta o seu perfil de consumidor. Iremos ajudá-lo a poupar no final do mês!

Pela segunda vez, em 2017, a ERSE proibe a comercialização de eletricidade por parte de empresas fornecedoras de energia que entram em incumprimento de obrigações. Estes fatores devem-se à falta de pagamento, por parte da Elygas Power, das taxas estabelecidas pelas entidades responsáveis, como é o exemplo das taxas de acesso às redes. Estas taxas são pagas à EDP Distribuição em 17 dias, no entanto as comercializadoras apenas recebem dos seus clientes entre 30 a 60 dias. A chave para as pequenas comercializadoras é uma boa organização e gestão.

Estes clientes podem, quando desejarem, escolher um novo comercializador do mercado livre, pois o preço do kWh da EDP Universal é mais elevado do que a maioria dos fornecedores do mercado livre.

Em maio de 2017, foi banida do mercado livre a primeira comercializadora energética, Lualuz, pela ERSE (Entidade Reguladora de Serviços Energéticos) que transferiu os seus 151 clientes para o mercado regulado, EDP Serviço Universal.

211 451 219
Quero que me liguem