Está aqui

EDP em Figueira da Foz: Contacto, Apoio Cliente, Lojas e Agentes

mapa Figueira da Foz

Qualquer cliente pode contactar a EDP para solucionar gestões como o pagamento da fatura, mudança de titular ou ligar o contador de eletricidade. O telefone da EDP também poderá ser usado para resolver avarias e emergências.

Desde 1994, no mercado de energia, o consumo de eletricidade anual sofreu um aumento de quase 70%, enquanto que o gás natural teve um aumento de consumo de, aproximadamente, 85% entre o ano de 2001 e 2015, não só em Figueira da Foz, mas em Portugal inteiro.

O concelho de Figueira da Foz é abastecido pela EDP Distribuição, no caso da eletricidade; ou, no gás natural, por uma das 11 distribuidoras existentes em Portugal. Continue a ler para saber mais sobre este município e sobre o consumo de energia no mesmo.


Lojas EDP em Figueira da Foz

logo EDP

A EDP é uma das maiores companhias fornecedoras, distribuidoras e produtoras de energia no mercado energético português. Líder no setor de eletricidade e em energias renováveis, integra na sua cultura valores e compromissos para com os seus clientes, consumidores e com o meio ambiente.

Está presente em 14 países onde oferece um serviço ágil e de confiança, ao ler sinais e as necessidades dos consumidores regularmente. Aposta na criação de produtos e serviços inovadores, sendo pioneira na implementação de redes inteligentes e com reconhecimento investidor em novas tecnologias.

Para mudar de companhia de eletricidade para a EDP Comercial, empresa do mercado livre de gás e eletricidade, contacte esta comercializadora e comece a poupar na sua fatura de gás e eletricidade, no final do mês.

Loja EDP em Figueira da Foz

A EDP está presente em 11M lares e empresas, e para facilitar o contacto de todas as pessoas, possui uma loja oficial EDP em cada distrito.

O cliente poderá deslocar-se até à loja para formalizar ou melhorar o seu contrato elétrico ou fazer qualquer uma das gestões referentes a um contrato de luz ou de gás, como é o caso de mudança da tarifa elétrica ou de gás natural, alteração de comercializador, e, ainda, escolher o tipo de tarifas horárias que deseja: simples, bi-horária ou tri-horária.

Se existir algum problema no seu contrato, ou até mesmo alguma avaria nas instalações, por exemplo, poderá dirigir-se à loja oficial EDP em Figueira da Foz e realizar um dos seguintes trâmites:

  • Trâmites disponíveis nas lojas EDP
  • Ligações eventuais
  • Novas ligações
  • Alterações contratuais
  • Reclamações
  • Informações
  • Leituras

A Loja EDP de Figueira da Foz encontra-se na seguinte morada e com o seguinte horário de atendimento:

Contactos EDP Figueira Da Fozlogo EDP
Agente EDP Morada do agente EDP Horário de atendimento Telefone de atendimento EDP
Loja EDP Figueira Da Foz Av. Saraiva Carvalho, 28 R/C 3080-055 Figueira Da Foz Seg. a Sexta: 8:30 às 16:00

Caso não se possa dirigir à loja, a EDP facilita aos clientes um número de telefone de apoio ao cliente, mediante o qual podem fazer as gestões referentes ao fornecimento da eletricidade e do gás, e ainda facilita a relação com o consumidor através das operações digitais.

Alterações ou contratações?Todas as gestões em um só lugar. Auxiliamos gratuitamente!
Chamada Gratuita Leve-me ao comparador

Agentes representantes da EDP nas redondezas

Caso não exista uma loja oficial da EDP em Figueira da Foz, mas, ainda assim, deseja ter um contacto presencial, poderá dirigir-se a um dos seguintes estabelecimentos comerciais representantes, mais próximos, como é o caso da Sgbt, Unipessoal, Lda. (Sgbt Energia):

Contactos EDP

Na hipótese de preferir comunicar-se através de uma chamada telefónica, poderá contactar a EDP através dos seguintes números, tendo em conta o serviço que deseja:

  • Contactos EDPlogo EDP
  • Apoio ao cliente da EDP : 808 535 353
  • Apoio ao cliente a partir do estrangeiro: +351 211 585 350
  • Avarias elétricas: 808 506 506
  • Emergências de gás natural: 800 215 215
  • Leitura do contador de eletricidade: 800 507 507
  • Leitura do contador de gás natural: 800 500 330

Como contratar a EDP em Figueira da Foz?

Caso deseje contratar a EDP, através da escolha de tarifas de eletricidade e gás natural em Figueira da Foz poderá entrar em contacto com esta comercializadora deslocando-se até uma loja autorizada neste município, por telefone ou através do website da companhia e apresentar os seguintes documentos:

  • Dados para mudar de companhia:
  • Nº contribuinte do titular (Cartão de Cidadão);
  • Contrato de arrendamento ou escritura;
  • Potência a contratar (alterável);
  • Código CPE e/ou Código CUI ;
  • Dados da morada da instalação;
  • Dados para realizar o pagamento da luz.

Como ligar a eletricidade e gás natural com a EDP em Figueira da Foz?

No caso da eletricidade, realizar uma nova ligação é bastante simples, e terá de o fazer antes de contratar qualquer comercializadora de eletricidade em Portugal, executando os seguintes passos:

  1. Dados para ligar a eletricidade:
  2. Verificar se existe fornecimento elétrico na sua zona.
  3. Contactar a EDP Distribuição e solicitar o certificado de instalação elétrica para dar início à instalação.
  4. Escolher o nível de tensão para o ramal.
  5. Fazer uma comparação das tarifas de luz, incluindo os diferentes preços por ciclos horários;
  6. Solicitar a ligação à EDP Distribuição.

Se na sua residência já possui um contador da EDP, significa que a instalação elétrica da rua para a sua morada já está feita, portanto, o próximo passo seria contactar a companhia comercializadora com que deseja realizar o seu contrato. Com a chegada dos novos contadores inteligentes, será bastante mais fácil dar a leitura do seu contador à sua comercializadora, uma vez que esta é enviada automaticamente. Tanto o preço do contador da EDP, como a mudança e instalação do mesmo, não representam nenhuma despesa para o consumidor, nem será solicitada a sua fatura de eletricidade, nem documento de identificação.

Já no gás natural, se já tiver a instalação para o mesmo, o cliente deve contactar diretamente a comercializadora que quiser instalar e contratar gás natural . Neste ponto, aconselhamos a prévia comparação de tarifas e de companhias comercializadoras para tomar a melhor decisão.

Por sua vez, se não tem a instalação do gás natural, de igual maneira que acontece com a nova ligação elétrica, o cliente tem que contactar a distribuidora da zona de Figueira da Foz e pedir um orçamento para a instalação, que irá depender de muitos fatores. Após ter o orçamento e a construção finalizada, o cliente já pode solicitar a uma entidade inspetora o certificado da instalação de gás e de seguida pedir para ligar o gás natural em sua casa.

Gás Natural com a EDP Durante o ano de 2016, a EDP Comercial deixou de comercializar apenas gás natural. Os clientes que agora queiram contratar esta energia com a EDP, necessitarão fazê-lo através de uma tarifa dual, que inclui eletricidade e gás natural. Para saber mais detalhes, visite o nosso artigo: Eletricidade e Gás da EDP

Quando mudar de titularidade em Figueira da Foz?

A pessoa titular é responsável por manter todos os pagamentos em dia das faturas elétricas ou duais. A responsabilidade sobre esta pessoa é requerida para resolver conflitos como casos de conduta ilícita no uso da rede ou faltas de pagamentos.

Existem diversos motivos para precisar alterar a titularidade do contrato de luz, alguns exemplos são:

  • Motivos de alteração de titular:
  • Em caso de novos inquilinos, deve ser mudada a titularidade para evitar problemas com o anterior proprietário;
  • Se houver uma separação de cônjuge, a pessoa que fique responsável pela casa será quem deve assumir a responsabilidade de proceder à realização da alteração do contrato de luz ou gás;
  • Na hipótese de falecimento do titular, os familiares do mesmo devem executar a troca de titularidade da EDP

A pessoa titular é responsável por manter todos os pagamentos em dia das faturas elétricas ou duais. A responsabilidade sobre esta pessoa é requerida para resolver conflitos como casos de conduta ilícita no uso da rede ou faltas de pagamentos.

Para realizar este trâmite é imprescindível ter à mão os seguintes documentos:

  • Documentos para alteração de titular:
  • Dados pessoais (BI, Nome, Contacto, etc.)
  • Documento que legitime o cliente a contratar (contrato de arrendamento)
  • Dados técnicos (fatura anterior)

Quanto custa alterar a titularidade em Figueira da Foz?

A mudança de titularidade é um trâmite gratuito, em todas as comercializadoras. Com a entrada do mercado livre energético todas estas alterações passaram a não ser cobradas.

Quando realizar uma mudança de potência com a EDP em Figueira da Foz?

Sempre que o consumidor se aperceber que o uso do seu fornecimento não está bem adaptado à potência que tem contratada , este poderá solicitar uma nova potência mais alta ou mais baixa, dependendo da sua necessidade. Desta maneira, poderá limitar o pagamento do fornecimento da luz ao uso real que faz. Este trâmite irá fazê-lo poupar na eletricidade , e para otimizar esta poupança aconselhamos a, sempre que possível, comunicar a leitura de eletricidade e gás natural, à EDP.

No caso do gás natural, existem os escalões tarifários de consumo , que são atribuidos consoante o consumo realizado no ano anterior, estes não se podem escolher, à excepção de ser uma nova ligação, e, nesse caso, o consumidor irá escolher o escalão que acha mais adequado.

Quanto custa alterar a potência elétrica em Figueira da Foz?

A alteração da potência, assim como a mudança de titularidade, é um trâmite grátis, à excepção de ser preciso proceder a um reforço no ramal da instalação elétrica, ou seja, quando o cliente quer contratar uma nova potência para a qual a instalação não está preparada para assumir.

Qual a Distribuidora de gás em Coimbra?

logo Lusitaniagás Coimbra

Das 11 distribuidoras de gás natural existentes em Portugal, a Lusitaniagás é responsável por fazer chegar esta energia a casa dos portugueses na cidade de Figueira da Foz. Caso tenha alguma dúvida ou necessite realizar alguma gestão referente ao gás natural, poderá deslocar-se à loja de apoio ao cliente da Lusitaniagás, na morada:

  • Contactos Distribuidora Lusitaniagás
  • Telefone: 808 200 344
  • Morada: Av. Saraiva de Carvalho, 100
  • Morada para correspondência: Apartado 4070 - EC S. Domingos de Benfica, 1501-001 Lisboa
  • Leituras: 800 507 517
  • Emergências e avarias: 800 020 041

É importante saber qual é a sua distribuidora, pois as tarifas de gás natural das comercializadoras têm valores diferentes e descontos aplicados segundo a zona onde se encontra o fornecimento em questão. Para fazer uma nova ligação de gás natural também precisa de saber qual é a sua distribuidora.

Informe-se mais sobre esta distribuidora de gás natural aqui.

Como pagar a minha fatura de luz e gás?

Existem várias modalidades de pagamento disponíveis, no entanto, isso irá depender de cada uma das comercializadoras de eletricidade e gás natural portuguesas.

As opções de pagamento das faturas da EDP são variadas, que se adaptam às necessidades de cada consumidor. A EDP oferece primeiramente várias possibilidades de pagamento da sua fatura de gás e eletricidade, que o cliente pode optar:

  • Opções de pagamento da fatura EDP:
  • Mensal: A forma mais conhecida, onde as pessoas devem pagar a sua fatura todos os meses;
  • Bimestral: Pagamento realizado de 2 em 2 meses;
  • Conta Certa: O cliente paga um valor igual todos os meses, e realiza-se um acerto no décimo segundo mês, com base na faturação neste período.

Quanto às formas de pagamento, estas também se adaptam consoante as necessidades de cada um. Os clientes poderão escolher entre:

  • Formas de pagamento da fatura EDP:
  • Pagamento por débito direto: Sem encargos nem preocupações em relação a prazos ou perdas de tempo;
  • Multibanco: O pagamento por multibanco é também bastante cómodo pois pode ser feito em qualquer hora, e nos locais onde há terminais (mais de 12 000 espalhados por Portugal);
  • Payshop ou CTT: caso não tenha cartão de multibanco, poderá realizar o pagamento através destes métodos, no entanto, são mais restritas, uma vez que existem horários a cumprir e locais indicados para o fazer.

Qual a diferença entre EDP Serviço Universal e EDP Comercial?

Antes da abertura do mercado livre de energia , a EDP possuía o monopólio da comercialização de eletricidade, através da EDP Serviço Universal; além disso, era uma das poucas companhias que fornecia gás natural, com a EDP Gás Serviço Universal. A partir do momento em que o mercado começou o seu processo de liberalização, o grupo EDP criou também a EDP Comercial, para atuar como uma empresa concorrente nesta nova etapa energética.

  1. A empresa EDP:
  2. EDP Serviço Universal: comercializadora de último recurso no mercado regulado de eletricidade. As suas tarifas são determinadas pela ERSE;
  3. EDP Gás Serviço Universal: como a empresa anterior, esta é uma comercializadora de último recurso, de gás natural, e também possui preços regulados pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos;
  4. EDP Comercial: a operadora líder do mercado livre de energia, com uma quota de clientes de 80% no setor doméstico de eletricidade e também possui o maior número de clientes entre as empresas do mercado livre do gás natural.

Dados relativos ao Município de Figueira da Foz

Dados Gerais

Figueira da Foz (FIG) é uma cidade portuguesa que pertence ao distrito de Coimbra, com cerca de 62125 habitantes e uma superfície de 379km².

Este concelho possui uma altitude de 63m, uma temperatura média de 12.8°C e uma precipitação média anual de 858mm.

Representando os símbolos desta cidade, foi-se criado o brasão que podemos ver a seguir:

Brasão Figueira da Foz

Caso necessite deslocar-se a uma das Juntas de Freguesia de Coimbra, poderá dirigir-se ao local ou contactar os vários departamentos através dos seguintes meios:

  • Dados e morada da Freguesia de Figueira da Foz
  • Presidente: José Duarte Pereira
  • Morada: Av. Saraiva De Carvalho  3084-501 Figueira Da Foz
  • Telefone: 233403330
  • Fax: 233403310
  • E-mail: assembleia.municipal@cm-figfoz.pt

Demografia Figueira da Foz

A partir de 2011, a população em Portugal começou a sofrer um decréscimo, pois a taxa de mortalidade passou a ser maior do que a natalidade do país. A taxa de crescimento, em 2017, encontra-se em -0,45% e a população em 10.268.617 (fonte: countrymeters.info em 24/04/2017).

Agora vejamos como ocorreu esta variação demográfica no município de Figueira da Foz:

Por ano

Considerando os anos de 1960 a 2011, enquanto que a população em Portugal aumentou de 8.860.868 a 10.571.873 habitantes, no concelho de Figueira da Foz, a variação foi de 57631 a 62125. Já nos anos de 1981 e 2001, a população registada foi de 58559 e 62601, respetivamente.

Por idade

Já se nos detemos na análise de acordo com a faixa etária da população, poderemos ver o envelhecimento da população de Portugal, com um aumento considerável daqueles com mais de 65 anos. Na tabela abaixo poderá ver refletidos estes dados sobre a população portuguesa, tal como os relativos a Figueira da Foz:

 
 

Qual o consumo de Energia em Figueira da Foz?

Após a contextualização em relação à cidade de Figueira da Foz, passamos aos dados referentes ao consumo total de energia e ao tipo de consumo da mesma, em Portugal. Saiba quanta eletricidade e gás natural são utilizados para fins domésticos(seja para casas ou eletricidade para condomínios ) ou não domésticos , indústria ou agricultura, nos pontos abaixo, entre meados do século XX e XXI.

Consumo elétrico total em Figueira da Foz

É impossível imaginar o nosso estilo de vida sem eletricidade, pois está presente em praticamente todos os momentos do nosso dia. O consumo de eletricidade em Portugal, em janeiro de 2017, foi o mais alto em seis anos, de acordo com dados da REN - Redes Energéticas Nacionais.

Já, no ano de 2015, o consumo elétrico total, considerando todos os setores, (doméstico, não doméstico, indústria e agricultura) em Portugal, foi de 46.852.996.022 kWh, enquanto que em Figueira da Foz, foi de 1383917121.

Vejamos abaixo como foi a evolução deste valor ao longo das últimas décadas neste município:

Podemos confirmar que houve um aumento óbvio do consumo de eletricidade desde 1970 até 2014, uma vez que, atualmente, a energia está obrigatoriamente presente em quase todas as tarefas que realizamos diariamente, além do grande aumento do número de indústrias e outras atividades não-domésticas. Por isso é normal visualizar esta discrepância de valores entre o ano de 1970 com 111403547 e de 2015 com 1383917121.

Consumo de eletricidade por setor em Figueira da Foz

No seguinte gráfico podemos ver a evolução do consumo de energia, em Kwh, nos setores doméstico, não doméstico, industrial e agrícola em Figueira da Foz.

Considerando o país inteiro, o consumo de energia maior, no ano de 2015, foi no setor industrial, com um valor de 17.426.535.465 kWh; já o não-doméstico ficou em segundo lugar com 12.356.670.088 kWh, depois o doméstico com 11.974.528.485 kWh e, entre estes quatro, a agricultura é a que menos gasta eletricidade com 855.781.702 kWh.

Se pensamos em relação a cada concelho, esta ordem em relação aos setores que mais consomem, pode variar: em cidades mais industriais o normal é que as indústrias sejam as responsáveis por um maior consumo; já em áreas turísticas, poderá ser o setor não doméstico; enquanto que em áreas residenciais, o doméstico.

Consumo de eletricidade por nível de tensão em Figueira da Foz

Tensão Elétrica é a quantidade de energia gerada para movimentar uma carga elétrica, ou seja, quanto mais aparelhos elétricos tiver, máquinas, motores (e tudo mais que seja ligado a um sistema de eletricidade), maior será a tensão necessária. Esta pode ser encontrada nas formas de Baixa Tensão, Média Tensão, Alta Tensão e Muito Alta Tensão.

A Baixa Tensão pode ser dividida em Baixa Tensão Normal (BTN) e Baixa Tensão Especial (BTE). A primeira é utilizada no consumo de eletricidade no setor doméstico e também para o consumo de pequenas ou médias empresas sem maquinarias pesadas, possuindo 13 valores diferentes de potência, que estão compreendidas entre 1,15kVA até 41,4kVA; enquanto que a segunda é para potências superiores a 41,4kVA.

O valor máximo de potência permitida em BTE dependerá da capacidade das instalações de eletricidade nos pontos de tensão, portanto, isso é algo que deverá ser consultado com a empresa distribuidora de eletricidade, no caso de Portugal, a EDP Distribuição.

A Média Tensão (MT) é a tensão entre fases cujo valor eficaz é superior a 1kV e igual ou inferior a 45kV. Normalmente, utilizada em indústrias ou grande empresas com maquinaria pesada. Já a Alta Tensão (AT) compreende valores superiores a 45kW e inferiores a 110kW e costuma ser encontrada somente em hospitais ou grandes fábricas.

Abaixo veremos como se distribuiu o consumo em Figueira da Foz pelas redes de baixa e alta tensão desde o ano de 1970:

Autoconsumo de eletricidade

A procura de novas maneiras de poupar nos gastos de energia, somada ao crescimento de uma preocupação mundial sobre a sustentabilidade, incluindo o uso de energias renováveis, fizeram com que uma parcela da população passasse a investir mais em formas de garantir um autoconsumo elétrico.

Este costuma advir, principalmente, através da utilização de painéis fotovoltaicos para a energia solar, que, nos últimos anos, tiveram a sua tecnologia e custo de instalação barateados, atraindo cada vez mais consumidores preocupados com o gasto energético.

No concelho de Figueira da Foz, no ano de 2014, foram registados 127065142 kWh utilizados no autoconsumo local.

Consumo elétrico total por consumidor em Figueira da Foz

Se considerarmos a energia total consumida distribuida pelo número de consumidores de eletricidade no país, podemos dizer que, em 1994 cada cliente utilizou 5.689,4 kWh, a partir daí houve um aumento gradual, até que, em 2007, este valor chegou aos 7.861,7 kWh.

Nos dois anos seguintes esta média voltou a baixar, mas em 2010 Portugal atingiu, até este momento, a sua maior média de consumo de eletricidade por consumidor, 7.893,9 kWh. Desde então, este valor voltou a cair paulatinamente e, em 2014, encontrava-se em 7.235,9 kWh/consumidor.

Confira abaixo como foi a variação desta média de consumo em Figueira da Foz:

Em 1950, na pós-guerra, Portugal começou a dar início a um grande processo de eletrificação no país graças a um maior processo de produção a partir de recursos hídricos.

Depois do 25 de abril de 1974, também foi colocado em pauta o objetivo de tornar a eletricidade universal, levando-a a todas as regiões do país já que ainda haviam muitas zonas rurais, inclusive ao redor de Lisboa, que ainda não contavam com energia elétrica. No final dos anos 80, finalmente, puderam concluir este processo. Desde este momento até os dias atuais, podemos verificar que aumentou consideravelmente o consumo de energia.

Após haver conseguido a universalização da energia, o maior investimento passou a ser em melhorar a qualidade, pois, a princípio, ainda eram comuns as quedas de luz. E, atualmente, outra grande preocupação e objetivo é obter novas fontes de energia renovável que sejam menos destrutivas e mais eficientes para o meio ambiente.

Consumo de eletricidade por consumidor de acordo com cada setor em Figueira da Foz

No gráfico abaixo, podemos analisar qual foi a média de energia consumida durante alguns anos pelos consumidores de cada setor. Estão incluídos aí os setores: doméstico, não doméstico, industrial, a agricultura, além do consumo que corresponde a cada um pela iluminação das vias públicas e pela iluminação de edifícios governamentais.

Qual o consumo de gás natural em Figueira da Foz?

Portugal não possui jazidas de gás natural, ou seja, este é importado, principalmente, da Argélia e Nigéria e transportado por gasodutos através de uma interligação da África com a Espanha e também por navios metaneiros que chegam ao terminal portuário de Sines. Esta atividade de transporte é executada pela Rede Nacional de Transporte (RNT), que é uma concessionária da REN.

Posteriormente, a distribuição do gás natural é feita por uma das 11 empresas distribuidoras existentes no país. Cada uma é responsável por abastecer diferentes cidades, consoante as zonas. Lusitaniagás é uma das distribuidoras responsáveis pela distribuição de gás natural em determinadas regiões de Portugal, incluindo a cidade de Figueira da Foz.

Saiba qual é a distribuidora de gás natural da sua zona e faça uma comparação entre as tarifas oferecidas pelas comercializadoras.

Consumo de gás natural total em Figueira da Foz

O gás natural ainda não chega a todas as regiões do país; no entanto, desde que foram feitas as concessões por zonas para a distribuição do mesmo às companhias responsáveis, estas estão, constantemente, à procura de ampliar o seu conjunto de infraestrutura para a distribuição desta energia.

Em apenas 10 anos, considerando os anos de 2001 a 2011, o consumo de gás natural em Portugal aumentou mais do dobro. Em 2001 era de 2.542.000.000m³ e 2011 fechou com um consumo de 5.212.000.000 m³ (fonte: indexmundi.com).

Vejamos agora como foi esta evolução do consumo de gás natural de Figueira da Foz, tendo em conta o municipio completo nos anos abaixo citados (em milhares, na unidade de Nm³):

Nota Os dados referidos abaixo podem ser de carácter provisório.

A tendência é que a utilização do gás natural, em todo o território português, com o passar dos anos, seja gradualmente maior, uma vez que cada vez mais zonas de Portugal têm acesso a esta energia.

Também é importante mencionar que o gás natural, em 2017, teve, pelo terceiro ano consecutivo, uma redução no seu preço no mercado regulado pela ERSE e é considerada uma fonte de energia limpa, além de mais barata que os gases de Petróleo Liquefeito (GPL), butano e propano. Estes fatos acabam por atrair a atenção dos consumidores que terminam por trocar as convencionais botijas de gás butano e propano por esta outra fonte de energia.

Nm³ A unidade de medida Normal Metro Cúbico (Nm³), utilizada para gases, quer dizer que este está numa condição padrão “Normal” de temperatura e pressão que seria a de: 1,013 bar de pressão (1 atm), 0°C de temperatura e 0% de umidade relativa.

Consumo de gás natural por habitante em Figueira da Foz

Já se considerarmos o consumo de gás por habitantes no Figueira da Foz, estes são os valores em Nm³:

Como podemos verificar, a média do consumo por habitante sofreu um progressivo aumento desde que o gás natural começou a ser fornecido neste concelho até o ano de o ano de 2015, em que e o consumo chegou a 9037.1.

Este tipo de energia é também considerado vantajoso para os consumidores domésticos por ser canalizado, o que significa que está disponível 24 horas por dia, 365 dias por semana. Acaba assim o incómodo de tomar um banho de água fria.

Para além destas vantagens, o gás natural permite também um ganho de espaço, uma vez que não é necessário armazenar garrafas ou depósitos de gás.

Produção de eletricidade em Portugal

Atualmente, mais de 60% da eletricidade de Portugal, segundo a média anual, é produzida através de fontes de energias renováveis, principalmente energia hidráulica, energia eólica e energia solar.

A energia hidráulica ou hídrica é proveniente dos fluxos de água, como rios ou lagos, ao converter na forma de energia pela rotação de um eixo, através de turbinas hidráulicas ou moinhos de água. Já a energia eólica é produzida a partir da energia do vento, com a utilização de aerogeradores, moinhos de vento, etc. Através da luz e do calor do sol é possível a produção de energia solar, por meio de tecnologias como painéis fotovoltaicos, usinas heliotérmicas ou aquecedores solares.

Em Portugal existe uma forte aposta em energias renováveis. Em 2016, o nosso país atingiu uma meta muito importante neste mercado, tendo conseguido abastecer toda a rede elétrica apenas com energia solar, hídrica e eólica.

No municipio de Figueira da Foz as centrais elétricas mais próximas são as seguintes:

Centrais elétricas mais próximas de
Nome
Tipo de Central
Morada
Província
Telefone
Potência
Início de atividade

Quais empresas de luz concorrem com a EDP em Figueira da Foz?

Desde que o processo de liberalização do mercado energético começou, muitas novas empresas fornecedoras de eletricidade e gás surgiram em Portugal, gerando uma forte concorrência para um mercado que, até então, era dominado pela EDP.

Em maio de 2017, segundo informações retiradas do site da ERSE, Entidade Reguladora de Serviços Energéticos, o nosso país contava com 18 comercializadoras de eletricidade para o setor doméstico e 10 de gás natural.

Quando falamos de energia elétrica, entre as principais concorrentes da EDP, que, em fevereiro de 2017, possuía 84,55% da quota de mercado, encontramos, em segundo lugar, a Galp com 5,57%, a Endesa com 3,91%, a Iberdrola com 2,04% e a Goldenergy com 2,02%. Já as seguintes empresas dividem-se com quotas de mercado inferiores a 1%. No entanto, no gás natural, apesar da EDP ser líder em número de clientes, a Galp supera-a em quota de consumo.

Veja abaixo um gráfico em que podemos estabelecer uma comparação entre as principais companhias de eletricidade, em relação ao seu gasto anual com esta energia, em euros, considerando uma família que tem contratada a potência de 6,9kVA para o seu imóvel e um consumo médio de 500kWh mensais: