Está aqui

Termo de potência

Termo de potência

Podemos observar que na fatura da luz nos deparamos a alguns dados que são geralmente desconhecidos pela maioria de nós, clientes. Os dois mais importantes e necessários na hora de entender sua fatura são o termo fixo e o termo de energia.

Quando fazemos uma nova ligação, também contratamos uma potência específica à empresa. É sempre importante fazer um estudo antes de contratar essa potência, já que ela será um valor pago todos os meses, independentemente do seu consumo. Mas, é sempre bom recordar que, no mercado livre da luz, sempre podemos alterar a potência que contratou.

O termo fixo está ligado a esta potência elétrica.

A potência elétrica

A potência contratada é o nível de tensão de uma instalação elétrica, e limita o consumo instantâneo de energia, interrompendo o fornecimento quando excedemos o limite. Normalmente o cliente tem contratada uma potência que o permita usufruir do fornecimento sem cortes nem problemas adicionais.

A qualidade do seu fornecimento está limitado pela distribuição elétrica do país, ao abrigo da EDP Distribuição.

O consumo e a potência elétrica

O consumo durante o período de faturação faz que a despesa seja maior ou não, segundo a quantidade de kWh que consumiu. Neste aspecto, o termo fixo não muda. Quer dizer, o termo fixo é uma quantidade independente do consumo, e está ligado á potência contratada.

Mas é sempre importante que se tenha em conta qual a média de consumo do imóvel, já que podemos reduzir a potência elétrica contratada sempre que acharmos que temos mais potência que o necessário.

O preço da potência elétrica

O cliente pode verificar que as tarifas ofertadas no mercado estão baseadas na regulação da ERSE. Esta regulação permite que a partir de um preço regulado pelo Governo, as companhias comercializadoras propõem uns descontos ou preços diferentes a este regulado.

O termo fixo depende do preço da potência.

O cliente, com esta variedade de ofertas no mercado, pode comparar as tarifas e contratar aquela que seja a mais econômica, sempre e quando entre nos objetivos do cliente.

Preço fixo regulado pela ERSE:

A regulação da ERSE - para tarifas transitórias simples de Baixa Tensão - propõe estes preços:

Potência contratada Eur/mês Eur/dia

3,45

4,83

0,1584

4,6

6,28

0,2058

5,75

7,72

0,2531

6,9

9,16

0,3003

10,35

13,48

0,4419

13,8

17,80

0,5835

17,25

22,12

0,7251

20,7

26,44

0,8668

Compare as tarifas de luz

A comparação das tarifas e das companhias elétricas deve ser uma gestão feita com atenção, já que essa ferramenta é vital para que se possa encontrar a maneira mais económica e adequada para si.

É importante mencionar que os descontos aplicados sobre o termo fixo são descontos muito grandes mas com pouca diferença na despesa mensal.

Uma tarifa que é bastante vantajosa, caso o cliente veja suas necessidades cobertas pela empresa, se chama tarifa dual. Além das numerosas promoções de tarifas, existe o plus que deve ser levado em consideração: estaremos sempre lidando com a mesma empresa para todas as gestões e ambas faturas virão no mesmo documento.

Alterar a potência da luz contratada

O cliente pode poupar com a conta da luz ao adaptar a potência contratada ao seu uso e consumo.

Quando um cliente efetua uma nova ligação da luz, deve fazer um estudo prévio e saber bem que potência deve contratar, para tal fim, pode solicitar o serviço de um técnico eletricista profissional. O consumidor deverá dispor de uma ficha técnica ou certificado onde possa apreciar a potência que pode contratar que, segundo a instalação, poderá ser uma ou outra. Esta potência atribuída como “potência contratada” pode vê-la numa factura.

A alteração do valor da potência é rápida e gratuita, simplesmente mediante um telefonema à própria comercializadora contratada, ou pode também verificar se mudar de comercializadora ajuda-lhe a acrescentar uma poupança na sua factura.

Poupe na fatura da luz

A Lojaluz preparou uma lista com algumas dicas que, se levadas em consideração, podem acarretar uma poupança na fatura de luz significativa.

  1. Trocar lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes. Apesar das lâmpadas fluorescentes serem mais caras, elas consomem muito menos electricidade, e em pouco tempo fazem valer a pena.
  2. Regule a temperatura do frigorífico no inverno, ajustando o termostato para evitar desperdício de energia.
  3. Não forre as prateleiras do frigorífico para não exigir esforço redobrado do eletrodoméstico.
  4. Quando viajar, desligue a chave geral da casa para não gastar energia com coisas desnecessárias.
  5. Máquina de lavar roupa e ferro de passar consomem bastante energia. Portanto, tente usá-los quando houver bastante roupa acumulada para realizar o trabalho de uma única vez.
  6. Não deixe a luz acesa desnecessariamente.
  7. Sempre que possível, dê preferência ao micro-ondas em vez do forno ou fogão.
  8. Decida o que vai pegar antes de abrir a porta do frigorífico.
  9. Substitua equipamentos eléctricos antigos por equipamentos novos mais eficientes (classe A, A+, ou A++).
  10. Evite deixar aparelhos eletrónicos em stand-by. Apesar de desligados, esse modo pode representar um gasto mensal de até 12%.
Partilhar no Facebook  Partilhar no Twitter  Partilhar no Google Plus