Está aqui

Horas Fora de Vazio - tarifas bi-horárias

loja do cidadao

O consumidor de eletricidade pode escolher a tarifa elétrica que mais se adapta às suas necessidades. Entre as opções, estão as tarifas bi-horárias, disponíveis em todas as comercializadoras. Nestas, as horas em que há um maior consumo elétrico são as mais caras para consumir, são as chamadas Horas Fora de Vazio.

As tarifas horárias são recomendadas para todos os clientes que têm uma rotina já estabelecida e sabem em quais momentos necessitarão utilizar mais energia.


Horas fora do Vazio

Diferente das tarifas simples, as tarifas bi-horárias possuem dois preços diferentes para o kWh consumido. Os períodos a que correspondem cada um dos preços são as chamadas:

  • Horas de Vazio
  • Horas Fora de Vazio

As horas fora de vazio são contempladas nos chamados horários de pico, onde a maioria das pessoas está a usar a eletricidade, seja em casa ou no trabalho, e faz com que a sua factura elétrica aumente ou diminua, de acordo com o seu consumo.

Estas tarifas podem ser de ciclo diário, em que as 24 horas do dia, tanto dias úteis quanto em fins de semana, de maneira igual, são dividas de acordo com estes dois períodos; ou em ciclos semanais e, neste caso, os períodos de Vazio e de Fora de Vazio são distribuídos de maneira distinta ao longo da semana (os domingos, por exemplo, são quase que inteiramente compostos por Horas de Vazio).

Tarifa bi-horária diária

Horário Ciclo bi-horário diário
Vazio Das 22:00 às 8:00
Fora de Vazio Das 8:00 às 22:00

Tarifa bi-horária semanal

ciclo horário edp

Vantagens da tarifa bi-horária

A tarifa bi-horária é essencial àqueles que possuem uma rotina horária e, a depender do caso, se adapte às horas do ciclo. Por exemplo, uma casa onde todos trabalham até 20 horas e ainda têm outros compromissos, é muito indicado que se adira uma tarifa bi-horária. Nesta situação, as horas em que não se está a consumir eletricidade são as mais caras do dia e, por isso, compensaria ter uma tarifa bi-horária.

Entretanto, em uma casa onde existem pessoas que, durante a parte da manhã e tarde estão em casa, horários em que o valor do kWh é muito maior, não é vantajoso possuir esse tipo de tarifa, uma vez que sairá bem mais caro que uma tarifa simples.

Veja uma lista com os pontos a ter em consideração e analisar se é viável ou não mudar a sua tarifa elétrica:

  1. Horário dos habitantes
  2. Demanda de consumo nos horários que se encontram na residência
  3. Rotina pré-estabelecida (saber exactamente quando se encontrará em casa)
  4. Verificar se a tarifa simples é uma boa opção para a sua situação

Comparação das tarifas bi horárias

Todas as empresas de eletricidade possuem tarifas bi-horárias e, em sua maioria, durante as horas de Vazio, seus preços são mais baratos que as tarifas simples.

Para se ter uma comparação dos preços de cada tarifa, a Lojaluz preparou um gráfico com as tarifas bi-horárias das principais empresas de eletricidade de Portugal. Veja o resultado:

 

Dicas para poupar na luz da sua casa

Com simples atitudes, podemos diminuir o nosso consumo sem modificar as nossas vidas e, claro, poupar alguns importantes euros no final do mês. Abaixo poderá encontrar 10 dicas para saber como poupar na sua eletricidade. Confira:

  1. Trocar lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes. Apesar das lâmpadas fluorescentes serem mais caras, elas consomem muito menos electricidade, e em pouco tempo fazem valer a pena.
  2. Regule a temperatura do frigorífico no inverno, ajustando o termostato para evitar desperdício de energia.
  3. Não forre as prateleiras do frigorífico para não exigir esforço redobrado do eletrodoméstico.
  4. Quando viajar, desligue a chave geral da casa para não gastar energia com coisas desnecessárias.
  5. Máquina de lavar roupa e ferro de passar consomem bastante energia. Portanto, tente usá-los quando houver bastante roupa acumulada para realizar o trabalho de uma única vez.
  6. Não deixe a luz acesa desnecessariamente.
  7. Sempre que possível, dê preferência ao micro-ondas em vez do forno ou fogão.
  8. Decida o que vai pegar antes de abrir a porta do frigorífico.
  9. Substitua equipamentos eléctricos antigos por equipamentos novos mais eficientes (classe A, A+, ou A++).
  10. Evite deixar aparelhos eletrónicos em stand-by. Apesar de desligados, esse modo pode representar um gasto mensal de até 12%.
Partilhar no Facebook  Partilhar no Twitter  Partilhar no Google Plus