Está aqui

Lojas do cidadão

call lojaluz

loja do cidadao

A Loja do Cidadão é uma rede de centros de atendimento ao público, criada como um projeto da Rede Integrada de Apoio ao Cidadão (RIAC) para aproximar a Administração Pública ao cidadão.

Para realizar os trâmites relacionados com o mercado energético, além de acudir à Loja do Cidadão, pode ligar-nos e de forma gratuita lhe assessoraremos e realizaremos um estudo de maneira gratuita.


O que é a loja do cidadão?

A loja do cidadão é uma rede de atendimento ao público criada com o objetivo de aproximar a Administração Pública ao cidadão, onde se reúnem várias entidades no mesmo espaço, públicas ou privadas.

Entre os mais de 350 serviços disponíveis nas Lojas do Cidadão, o cliente pode realizar tanto trâmites públicos como a solicitação do cartão do cidadão, ou trâmites de eventos da vida, como casamento, divórcio, nascimento e óbito, como trâmites privados em empresas privadas, como realizar o pagamento de contas domésticas ou solicitar a ligação da luz ou do gás natural para sua moradia.

Todos estes processos podem ser realizados tanto através da página na internet, como do Call Center, ou, principalmente, numa das 50 lojas da RIAC (Rede Integrada de Apoio ao Cidadão), distribuídas por todo o território luso.

O que preciso para realizar os trâmites na Loja do Cidadão?

Pela Internet, os documentos requeridos dependem do procedimento a realizar, mas geralmente são; um registro prévio no Portal do Cidadão, e alguns meios de autenticação, como o certificado digital de autenticação (o cartão do cidadão) e o nome de utilizador junto com a senha de acesso individual do Portal do Cidadão. A depender do requisito, o cliente necessitará uns documentos ou outros. Confira alguns exemplos disto nos diferentes casos:

  • Casamentos: se necessitam os documentos de identificação dos nubentes, a autorização dos progenitores em caso de ser menor de idade, ou o certificado de capacidade matrimonial.
  • Divórcios: é preciso mostrar um requerimento escrito ou uma declaração verbal na conservatória, uma certidão da convenção antenupcial, uma relação dos bens comuns, acordo sobre a casa de morada, e responsabilidades parentais.
  • Nascimentos: normalmente é requerida a presença dos pais ou representantes, e uma declaração do hospital a comprovar o nascimento.
  • Óbito: certificado de óbito emitido por via eletrônica, cartão do cidadão ou bilhete de identidade do falecido.

Estes trâmites tem algum custo?

Existem diversos tipos de trâmites, tanto públicos como privados, de eletricidade ou gás natural, alguns grátis e outros com algum custo a pagar. Para os trâmites que tiverem algum custo, os meios de pagamento possíveis são:

  • Multibanco
  • Numerário
  • Vale postal, em euros, a favor do IRN, I.P. (Instituto dos Registos e do Notariado*)
  • Cheque visado ou cheque bancário à ordem do IRN, I.P. (em euros e sacado sobre uma conta domiciliada em território nacional)

* O Instituto dos Registos e do Notariado, I. P. (IRN, IP), é um instituto público que tem por missão assegurar a prestação de serviços aos cidadãos e às empresas no âmbito da identificação civil e do registo civil, de nacionalidade, predial, comercial, de bens móveis e de pessoas coletivas, bem como assegurar a regulação, controlo e fiscalização da atividade notarial.

Entidades privadas existentes na Loja do Cidadão

Como explicamos anteriormente, nas Lojas do cidadão podemos encontrar tanto entidades privadas como públicas. Na parte das empresas privadas, como exemplo temos as empresas comercializadoras de energia, confira algumas das mais importantes dentro deste mercado:

  1. Iberdrola
  2. EDP Comercial
  3. Galp Energia
  4. ENAT
  5. Goldenergy
  6. YLCE
  7. AUDAX
  8. LUZBOA
  9. Energia Simples
  10. Endesa

Para compará-las todas em base à suas circunstâncias e preferências, utilize o comparador energético da LojaLuz e encontre a melhor opção de tarifa de luz, tarifa de gás natural ou tarifa dual para seu caso.

Graças à liberalização do mercado em 2006 todos os clientes podem realizar diversos trâmites, como mudar de empresa comercializadora, alterar a potência contratada ou alterar a titularidade contratual. Qualquer um destes trâmites pode ser realizado nas lojas do cidadão, no stand da comercializadora desejada.

Como mudar de companhia comercializadora?

O cliente que deseja mudar de comercializadora deve, como primeiro passo, comparar todas as opções existentes no mercado livre até encontrar a tarifa que melhor se adapte às suas necessidades com o preço por kWh mais barato. Quando a encontrar, o processo é simples, como já mencionamos, o cliente pode acudir à loja do cidadão e resolver o trâmite, ou ligar-nos e nossos especialistas no mercado energético se encarregarão de tudo, basta apresentar os documentos a seguir:

  • Dados para mudar de companhia
  • Nº contribuinte do titular (Cartão de Cidadão)
  • Contrato de arrendamento ou escritura
  • Potência a contratar (alterável)
  • Código CPE
  • Dados da morada da instalação
  • Dados de Pagamento.

Em qualquer caso, assista ao nosso vídeo explicativo e entenda melhor como realizar esta alteração de companhia comercializadora.

Partilhar no Facebook  Partilhar no Twitter  Partilhar no Google Plus