Está aqui

O que devo fazer sobre o mercado energético liberalizado?

devo fazer mercado energético liberalizado

Agora os preços no mercado da electricidade seguem as regras do mercado. Ou seja, cada comercializador define livremente os preços do seus serviços.

Até mudar para o mercado livre da luz vai manter-se no mesmo operador e estará sujeito a uma tarifa transitória definida pela ERSE, que é mais cara que as oferecidas pelas companhias no mercado livre.

Realizar a ligação elétrica

Em primeiro lugar, o cliente deve conhecer se onde quer ter o fornecimento eléctrico existe ou não a possibilidade de tê-lo. Isto é, saber se a instalação eléctrica está feita ou se precisa de alguma reparação ou reforço no ramal. A possibilidade de ter o fornecimento de luz depende da instalação eléctrica.

Após esta verificação, o cliente deverá solicitar a ficha técnica da instalação à EDP Distribuição, em caso de não a ter.

 

O que deve saber sobre a conta da luz?

Escolher o tarifário certo pode levá-lo a poupar todos os meses na sua fatura.

Conheça os operados do mercado liberalizado

O primeiro passo para mudar de operadora passa por conhecer as várias empresas que estao neste momento a operar no mercado de eletricidade liberalizado. E, atualmente, sao cinco as comercializadoras de electricidade para os clientes domésticos. A saber: EDP; Endesa; Galp Energia; Iberdrola e a Union Fenosa.

Faça comparações

O processo de comparaçao de oferta nem sempre é fácil. Por isso mesmo faça comparações para perceber qual é o melhor tarifário para o seu caso específico. Tem um comparador para esse efeito.

Analise as ofertas antes de assinar o contrato

Se depois de fazer as comparações identificou o tarifário mais vantajoso, está na hora de analisar à lupa as condições de adesão. Antes de assinar o contrato deverá ler bem as condições, isto porque a adesão a um determinado tarifário poderá implicar a contratação de eventuais serviços adicionais. Além disso, alguns tarifários podem ser promocionais e, como tal, podem ter uma duração limitada.

Faça contas e veja quanto pode poupar

Veja as diferenças de preços em 2 caso simulados:

  • Casal sem filhos:
  • Consumo Mensal: 158 kWh
  • Potência contratada: 3,45 KVA
  • Tipo de Contagem: Simples
  • Casal com 2 filhos:
  • Consumo Mensal: 333 kWh
  • Potência contratada: 6,9 KVA
  • Tipo de Contagem: bi-horária*

*2400 kWh fora do horário de vazio e 1600 kWh no horário de vazio.

  • Fatura anual com o tarifário mais barato no mercado liberalizado:

Casal sem filhos: 325,47€

Casal com 2 filhos: 655,57€

  • Fatura anual com o tarifário mais caro do mercado liberalizado:

Casal sem filhos: 442,26€

Casal com 2 filhos: 882,88€

  • Diferença entre o mais barato e o mais caro:

Casal sem filhos: 115,79€

Casal com 2 filhos: 227,31€

Contacte-nos e ajudá-lo-emos a encontrar o tarifário mais barato para o seu caso específico.

Dicas para baixar a fatura da luz

10 conselhos para poupar na conta da electricidade

  1. Opte por pintar as paredes com cores claras. Desta forma reduz a necessidade de iluminação artificial.
  2. Utilize eletrodomésticos com a etiqueta energética da classe A+ ou A++.
  3. Evite deixar alguns aparelhos, como a televisão, o DVD ou a aparelhagem em “stand by”.
  4. Quando estiver a cozinhar, evite abrir muitas vezes o forno. Cada vez que o faz há uma perda energética de 20%. Desligue o forno um pouco antes da hora prevista.
  5. Troque as lâmpadas incandescentes pelas economizadoras. Ao fazê-lo poderá poupar 2,1% em energia.
  6. Coloque o frigorífico num local fresco e afastado de fontes de calor. E nunca loque alimentos ainda quentes dentro do frigorífico.
  7. A maquina de lavar louça é um dos electrodomésticos que consome mais energia. Ponha-a em funcionamento apenas quando estiver completamente cheia.
  8. Os ecrãs LCD poupam cerca de 37% de energia em funcionamento e cerca de 40% em modo de espera.
  9. Instale janelas com vidro duplo para evitar perdas de calor.
  10. Cuidado com a escolha do ar condicionado: para o mesmo nível de desempenho existem alguns aparelhos que consomem até mais 60% de eletricidade do que outros.
Partilhar no Facebook  Partilhar no Twitter  Partilhar no Google Plus